Transformadores: para Maria, acompanhar o crescimento dos alunos é emocionante e muito prazeroso.


O sonho da Maria é ver os sobrinhos formados:

“O dia mais feliz da minha vida será quando eles receberem o diploma”, garante.

Enquanto esse dia não chega, Maria se contenta, e muito, em receber os convites de outras formaturas: as dos alunos do Terceirão do Erasto, pelos quais ela têm um carinho imenso.

“Alguns eu peguei no colo e hoje eles estão no terceiro ano. Acompanhar o crescimento deles é emocionante e me dá prazer em trabalhar”, diz.

Os dias de Maria no colégio podem não ser iguais àquele dia mais feliz da sua vida - esse, só quando os sobrinhos se formarem, ela já disse - mas não há dúvidas de que também são cheios de boas surpresas e muita transformação.